a1.png

_Sobre Mohs

Saiba mais sobre o MOHS
O que é a Cirurgia Micrográfica de Mohs?

Trata-se de uma cirurgia para a retirada de tumores de pele. Por esta técnica realiza-se um estudo completo das margens tumorais durante a cirurgia, permitindo a detecção de células malignas persistentes no leito do tumor retirado.

Como é feita esta técnica?

O cirurgião após a remoção do tumor, retira mínimas margens de pele saudável ao seu redor que são submetidas a exame. O paciente aguarda enquanto estes fragmentos são processados por exame de congelação e examinados ao microscópio. Se houver alguma margem comprometida, é feita nova retirada de tecido das margens, até que elas estejam todas negativas.

Qual é a diferença desta técnica para o exame de congelação convencional?

Na cirurgia convencional, retira-se o tumor com amplas margens de pele saudável, por vezes desnecessariamente; ao mesmo tempo, paradoxalmente, examina-se apenas uma pequena amostragem destas margens. Na cirurgia de Mohs, as margens cirúrgicas são mais econômicas, mesmo assim, por serem totalmente examinadas, oferecem melhores índices de cura.

Quais são os tumores que devem ser retirados por esta técnica?

Tumores onde a preservação de tecido sadio é importante para minimizar danos estéticos e funcionais, como carcinomas na face. Além destes, lesões que apresentam margens mal delimitadas ou de difícil visualização, tumores grandes, que medem acima de 2 cm e lesões recidivadas após tratamentos prévios, são indicações aceitas internacionalmente. Os tumores agressivos como os carcinomas basocelulares esclerodermiformes, os carcinomas basocelulares metatípicos, os carcinomas espinocelulares indiferenciados, dermatofibrossarcoma protuberans e tumores anexiais, também são indicações precisas.

Que outros fatores podem sugerir a indicação da técnica de Mohs?

Localização: Em certas áreas, os tumores podem ser mais agressivos e ter maior crescimento, como nos sulcos nasogenianos, nariz, orelhas, lábios e pálpebras, além de mãos, pés e genitais.

Quais os preparativos necessários para esta cirurgia?

Os preparativos para a Cirurgia de Mohs são iguais aos procedimentos das outras cirurgias, como controle da pressão arterial, avaliação da coagulação e das condições clínicas gerais do paciente.

Que tipo de anestesia é utilizada?

Esta cirurgia é feita normalmente com anestesia local. Para maior conforto, pode ser feita sedação, sempre com a presença de um médico anestesista.

Quem são os médicos habilitados para realizar esta cirurgia?

Em nosso meio, os profissionais qualificados para a realização desta cirurgia são os dermatologistas, após especialização de no mínimo um ano em Cirurgia Micrográfica de Mohs.

Quais as vantagens da cirurgia micrográfica de Mohs?

- Obtenção dos maiores índices de cura.
- Cicatriz menor e risco de dano funcional reduzido,  devido à máxima preservação de tecido saudável.

a1.png

Faça sua pergunta para um de nossos especialistas